SISMA participa de audiência com mais de 20 entidades  

A discussão sobre a Proposta de Emenda Constitucional (PEC32/20) na Câmara Municipal de Cuiabá, nesta sexta-feira, dia 27, reuniu deputados federais, vereadores e 26 entidades. A Audiência Pública foi realizada de forma híbrida, ou seja, presencialmente e com transmissão on-line.

“Nós precisamos ressignificar nesse momento de fragmentação, o protagonismo do papel sindical. Com mais de 570 mil mortes em meio a pandemia, nós nos paralisamos e os espaços foram ocupados e a PEC avançou. É preciso que a sociedade se atente que precisamos fazer uma pressão democrática em todas as esferas de poderes. Pois essa Proposta será nociva para todos, seja servidor, seja quem utiliza os serviços públicos.”, afiançou a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso (SISMA/MT) e representante do Fórum Sindical na Audiência, Carmen Machado.

O vereador Paulo Henrique fez uma apresentação demonstrando as alterações na PEC 32/20. A vereadora Edna Sampaio, solicitante da audiência, reforçou que é preciso pensar para além dos grupos políticos. “Esse debate não é partidário, é de quem sabe da importância da democracia na luta por direitos. Essa PEC trata de destituição de direitos do trabalhador, é uma pá de cal para a destruição dos serviços públicos e da possibilidade dos mais vulneráveis terem acesso a esses, ela demonstra completo desprezo ao outro”, afirmou a vereadora.

“Essa PEC vai prejudicar principalmente quem precisa do serviço público. Isso não é uma reforma é um desmonte do serviço público, querem acabar com o bem-estar social e transferir o patrimônio público para a iniciativa privada. Ouvimos essa mesma cantiga durante a reforma da previdência, falavam que quem estava na ativa não seria prejudicado, agora pergunte aos servidores se eles não estão pagando o ônus?”, questionou o presidente da CUT/MT, Henrique Lopes.

O vice-presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros, Antônio Wagner sugeriu a redação de uma Nota de Repudio contra a PEC 32/20, e que está seja assinada pelos vereadores que são contra a Proposta e enviada aos deputados federais, sendo essa sugestão um dos encaminhamentos da Audiência.

Ainda foram elencados pelos participantes como próximas ações, a realização de uma Campanha para informar a sociedade sobre a PEC 32/20. Cobrar o posicionamento dos parlamentares das Câmaras Municipais e também para sejam feitas mais audiências para discutir o tema, e estimular as pessoas para enviar mensagens aos deputados federais para que votem não à PEC32/20.

Os deputados federais por Mato Grosso, Rosa Neide e Emanuel Neto e por Minas Gerais, Rogerio Correia participaram de forma remota e também se posicionaram contra a PEC 32/20.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

© SISMA-MT – 2021. Todos os direitos reservados.