Governador nega falta de dialogo e SISMA contrapõe apresentando documentos

Diretores do Sindicato dos Servidores da Saúde do Estado de Mato Grosso (SISMA/MT) aproveitaram a presença do Governador, Mauro Mendes e do secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, durante a inauguração da ampliação da Central de Imunobiológicos de Mato Grosso e manifestaram indignação contra atitudes e postura do Governo do Estado. O movimento aconteceu na manhã desta quinta-feira, dia 14, em frente à sede do Sindicato e da Central de Imunobiológicos.

O objetivo era chamar atenção do Governador para as lutas da categoria, tais como, Recomposição Geral Anual (RGA), Concurso Público, Condições Precárias de Trabalho, Isenção da Alíquota da Previdência para doenças graves e incapacitantes e entre outros assuntos correlatos, visto que não está havendo diálogo por parte do governo do estado, em especial da  Secretaria de Estado de Saúde SES/MT.

“Nós não protestamos contra obras que visem melhoria na saúde pública do Estado de MT, muito pelo contrário estamos reivindicando melhoria para nossa categoria, que está há 20 anos sem concurso público, vínculos precários de trabalho, teto caindo na cabeça dos nossos servidores com risco de incêndio, veículos sucateados e entre outras instabilidades, sem que os profissionais possam terem direito a um descanso digno, sem falar que o Governador não é capaz de nos pagar o que é devido por Lei, o RGA, que não é aumento e sim um recomposição salarial, sendo assim não é possível assistir passivamente uma reforma milionária dessa. O que nós queremos nesse momento é estabelecer um diálogo institucional com o governo do Estado pedindo que seja feito justiça para uma categoria que trabalhou incansavelmente nesta pandemia salvando vidas. Estamos pleiteando mais que aplausos, merecemos reconhecimentos efetivos da gestão do Estado. O SISMA trabalha constantemente na defesa dos direitos dos servidores da saúde”. Explicou a presidente do Sindicato, Carmen Machado.

O governador, Mauro Mendes, ao ser questionado sobre a falta de diálogo com os servidores da saúde respondeu que não pode atender todo mundo. “Se eu for atender a todos eu serei o pior governador da história. O fato de colocarem uma faixa na rua não significa que é verdade. Eu como governador tenho mais atribuições. Primeiro tem que passar pelas instâncias, Secretaria de Saúde e Secretaria de Estado e Planejamento  (SEPLAG) é assim que funciona. Não vou conseguir agradar 100% das pessoas”, respondeu.

A pedido do Governador uma equipe de policiais militares tentou calar o direito de liberdade de expressão, uma vez que a manifestação era de forma passiva e dentro do espaço do Sindicato.

Em contrapartida a presidente do SISMA/MT disponibilizou um documento na qual consta todas as solicitações feitas ao Governo e que até o presente momento não obteve nenhum retorno. “O governador não pode alegar falta de tentativa de diálogo, uma vez que nós temos provas inequívocas dos inúmeros ofícios enviados para SES, SEPLAG e inclusive para a própria Casa Civil solicitando ou melhor ‘implorando’ um diálogo institucional”

Confira na integra as solicitações, por meio de ofícios

Consignamos alguns ofícios protocolizados em momentos anteriores e, que até a presente data estão pendentes de resposta, quais sejam:

  • Ofício nº 115/2021/SISMA/MT, datado de 26/04/2021, que trata das condições de trabalho nas Unidades do Centro de Assistência Psicossocial Adauto Botelho – CIAPS/AB;

 

  • Ofício nº 122/2021/SISMA/MT, datado de 04/05/2021, requerendo informações acerca do número atualizado de Covid19 entre os Servidores da SES/MT;

 

  • Ofício nº 140/2021/SISMA/MT, datado de 01/06/2021, que trata das más condições de trabalho na SES/MT;

 

  • Ofício nº 150/2021/SISMA/MT, datado de 16/06/2021, que trata das reivindicações formuladas por meio da Ouvidoria Sindical;

 

  • Ofício nº 156/2021/SISMA/MT, datado de 25/06/2021, que trata do envio das decisões/determinações judiciais que não estão sendo observadas pela SES/MT, que inclusive, as informações/orientações da SGP acerca das sentenças eram interpretativas;

 

  • Ofício nº 158/2021/SISMA/MT, datado de 29/06/2021, que trata dos lançamentos de justificativas no sistema WebPonto (protocolo nº 280618/2021);

 

  • Ofício nº 159/2021/SISMA/MT, datado de 29/06/2021, que trata dos lançamentos de justificativas no sistema WebPonto (protocolo nº 280619/2021);

 

  • Ofício nº 167/2021/SISMA/MT, datado de 06/07/2021, pedindo providências acerca dos casos de Covid19 no Nível Central da SES;

 

  • Ofício nº 168/2021/SISMA/MT, datado de 07/07/2021, o qual solicita informações atualizadas acerca dos profissionais infectados pela Covid19 nas Unidades da SES/MT;

 

  • Ofício nº 186/2021/SISMA/MT, datado de 27/07/2021 reiterando a solicitação do Ofício nº 168/2021/SISMA/MT e;

 

  • Ofício nº 201/2021/SISMA/MT, datado de 23/08/2021, no qual solicitamos informações e providências acerca das más condições de trabalho no Escritório Regional de Saúde de Tangará da Serra-MT.

 

  • Ofício nº 204/2021/SISMA/MT, datado de 27/08/2021, solicitando informações acerca da mudança de endereço e junção da vigilâncias e do LACEN em um único espaço físico;

 

  • Ofício nº 213/2021/SISMA/MT, datado de 01/09/2021, que trata inclusive da falta de resposta acerca das demandas protocolizadas junto a SES;

 

  • Ofício nº 215/2021/SISMA/MT, datado de 02/09/2021, reiterando a solicitação de informações e providências acerca da Insalubridade nos setores do Escritório Regional de Tangará da Serra;

 

  • Ofício nº 218/2021/SISMA/MT, datado de 03/09/2021, pedindo providências urgentes acerca dos casos de COVID 19 no Hospital Regional de Rondonópolis;

 

  • Ofício nº 266/2021/SISMA/MT, datado de 01/10/2021, solicitando reunião com o Secretário de Saúde de Estado para tratativas acerca das demandas da categoria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

© SISMA-MT – 2021. Todos os direitos reservados.