SISMA lamenta o falecimento da agente comunitária de Saúde Regy Rouse, e o ocorrido com a médica Jaqueline Matos

O Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde (SISMA) lamenta profundamente o falecimento da agente comunitária de Saúde Regy Rouse de Oliveira, e o ocorrido com a médica Jaqueline Matos da Croce.

 

Ambas foram esfaqueadas durante suposto surto psicótico de um homem, que na ocasião invadiu uma unidade de saúde em Primavera do Leste.

 

O SISMA também presta solidariedade aos familiares da vítima e agradece aos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que foram rápidos e eficientes nos primeiros socorros, bem como a Polícia Militar pela pronta atuação, que levou a prisão do rapaz.

 

“Vale ressaltar a necessidade das autoridades em fornecer segurança nas atividades laborais dos profissionais para que além de entregar um serviço de qualidade o servidor possa estar em segurança”, ressaltou Carmen Machado, presidente do SISMA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Outras notícias

© SISMA-MT – 2021. Todos os direitos reservados.