SISMA acompanha instalações da Sala de Apoio a Amamentação da Câmara Municipal

A presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde de Mato Grosso (SISMA/MT), Carmen Machado juntamente com a doutora em Nutrição, Solanyara Maria visitaram a sala, na Câmara de Vereadores, destinada ao apoio a amamentação, que contemplará lactantes tanto para aleitamento quanto para o armazenamento do leite.

A diretora do SISMA explicou a importância do incentivo a amamentação e destacou que a sala de aleitamento da Câmara vai servir de exemplo para outros órgãos públicos e municípios. “Os órgãos públicos de Mato Grosso têm que usar a Câmara de Cuiabá como exemplo. Os índices de aleitamento materno são baixos em Cuiabá. Precisamos chamar atenção das mães para a importância do aleitamento até dois anos ou mais. Fico grata pelo apoio da Câmara e pela criação desse espaço” destacou Solanyara.

A visita teve como objetivo acompanhar as instalações e verificar se o espaço atende as normas técnicas preconizadas pelo Ministério da Saúde. A sala deverá ter iluminação de LED, ar-condicionado, sofás e poltronas, refrigeradores e todo suporte necessário para as mães que estiverem amamentando, além de condições para o armazenamento do leite.

O espaço vai atender as servidoras e também cidadãs que por algum motivo estiverem na Casa de Leis.
Participaram também da vistoria a arquiteta responsável pelo projeto, Kamylla Andrade e uma das coordenadoras da sala da mulher, Thamires Rondon.

Projeto de amamentação

Vale relembrar que a ideia de ‘Oportunizar o Direito à Amamentação nas Unidades de Saúde do Município’ foi tema do Projeto de Lei criado pela vereadora Michelly Alencar em parceria com o Sindicato dos Servidores da Saúde, ainda em 2021.

O intuito é implantar salas de apoio para amamentação em todos os órgãos públicos de administração direta e indireta da capital, além de garantir que as lactantes que retornarem da licença-maternidade possam ter à sua disposição espaço adequado para poder retirar e armazenar o seu leite durante a jornada de trabalho ou mesmo alimentar seus bebês nesta sala.

Para nós mulheres e mães é muito significativo ver a criação desse espaço. Parabenizo a todos os envolvidos por essa iniciativa. O sindicato visa cumprir sua função social e apoiar políticas públicas voltadas para saúde que visem atender a necessidade da população. O próximo passo é tentar implantar o projeto das Salas de Apoio a Amamentação a nível estadual e já está em processo de tramitação na Assembleia Legislativa”, ressaltou a presidente do Sisma-MT, Carmen Machado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Outras notícias

© SISMA-MT – 2021. Todos os direitos reservados.