SISMA acompanha fiscalização da ERS/ROO a pedido do MPT

A Vigilância Sanitária de Rondonópolis esteve no Escritório Regional de Saúde do município, na última segunda-feira (14), atendendo a solicitação do Ministério Público do Trabalho (MPT/MT). A ação das entidades foi provocada pelo Sindicato dos Servidores da Saúde do Estado de Mato Grosso (SISMA/MT), em virtude das condições de trabalho. O laudo da fiscalização deve ser disponibilizado no prazo de 10 dias.

Em outubro desse ano, os servidores da unidade, comunicaram o SISMA sobre as precárias condições de trabalho e o sindicato por sua vez, oficiou a Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), comunicando sobre a situação crítica, solicitando providências e mais informações e também denunciou a situação ao MPT de Rondonópolis.

Na denúncia, os servidores relatam que a SES está realizando a reforma do prédio mantendo o pleno funcionamento da unidade. E com isso, os servidores que antes eram distribuídos em 14 salas, estão atualmente em cinco, resultando em aglomeração. Além de a atua estrutura ser improvisada, não oferecendo as condições adequadas para o desenvolvimento do trabalho.

Diante da gravidade da situação, o procurador do trabalho de Rondonópolis, Leonardo Lobo Acosta, instaurou um inquérito civil público e solicitou fiscalização da Vigilância para verificar o que foi relatado pelo SISMA/MT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

© SISMA-MT – 2021. Todos os direitos reservados.