Sindicato lança projeto em defesa da amamentação junto a vereadoras de Cuiabá

‘A Mulher Trabalhadora da Saúde que Amamenta: Oportunizando o Direito à Amamentação nas Unidades de Saúde do Estado de Mato Grosso’ foi lançado pela presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso (SISMA/MT), Carmen Machado. As vereadoras Michelly Alencar e Edna Sampaio, a secretária adjunta de Direitos Humanos de Cuiabá, Christiany Fonseca, e a Dra. Mariana Cunha, representando a deputada estadual, Janaína Riva participaram do evento realizado na sede social do sindicato, nesta segunda, 30.

 

 

“O sindicato cumpre com a sua função social, em busca de políticas públicas que ampliem a saúde das nossas servidoras, seguindo a orientação da Organização Mundial de Saúde e da Organização Internacional do Trabalho. Para que essa realidade seja efetivada, estamos fazendo as articulações necessárias com os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, em todas as esferas”, comentou a presidente do SISMA/MT, Carmen Machado.

 

Carmen Machado contou que o intuito do projeto é implantar 17 salas de apoio à profissional da saúde que amamenta e postos de coleta de leite nas unidades de saúde do Estado de Mato Grosso. Na sala de apoio, a mulher pode retirar e armazenar o seu leite em condições higiênico-sanitárias adequadas durante a jornada de trabalho.

 

“Essa é a prestação de serviço que as pessoas esperam, os poderes unidos em uma causa justa, nobre e humana”, afirmou a vereadora Michelly Alencar.

 

“O tema do aleitamento é relevante para todos, não apenas às mulheres, esse é um direito que interfere em toda sociedade, pois uma criança amamentada representa um adulto com mais saúde física, emocional, psicológica”, comentou a vereadora Edna Sampaio.

.

Momento cultural

 

O servidor público e responsável técnico pelo programa de Aleitamento Materno da SES, Rodrigo Carvalho, explica que desde 2019 o Movimento Pró-amamentação no Estado defende que o ipê amarelo seja adotado como como árvore símbolo do aleitamento materno em Mato Grosso, pela representatividade da vida.

 

Considerando o agosto dourado, os participantes do evento plantaram uma muda de ipê amarelo na sede do SISMA/MT e puderam levar mudas dessa e de outras árvores, devido a parceria entre o SISMA e o Projeto Verde Novo por meio do Juizado Volante Ambiental de Cuiabá (JUVAM), representado pela engenheira florestal Rosiani Mendes Carnaíba.

 

Após o plantio todos participaram de uma dança circular orientada por Marion Barros Ferreira. As danças circulares integram as Práticas Integrativas e Complementares do SUS desde 2017, elas trabalham a saúde e a ancestralidade da mulher.

 

E de uma roda de conversa com a mediação da representante do Projeto Super Mãe, Josemara Gomes da Silva Lima. Durante o evento duas obras da artista plástica Dayana Trindade, que ilustram o aleitamento materno ficaram expostas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

© SISMA-MT – 2021. Todos os direitos reservados.