Integração de projetos em prol da amamentação é debatido em reunião entre SISMA e UFMT

Proporcionar ações educativas que visam garantir o direito da mulher e da criança à amamentação foi o tema abordado na reunião entre a presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde de Mato Grosso (SISMAMT), Carmen Machado, a segunda secretária, Solanyara Maria da Silva e a Nutricionista e Professora Assistente II da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Tarsis de Mattos Maia.

O encontro teve como objetivo promover uma integração entres os projetos, ‘Mulher Trabalhadora da Saúde que Amamenta’ que visa proteção e apoio ao aleitamento materno nas Unidades de Saúde de MT, de autoria do SISMA/MT e ‘Estratégia Mulher Trabalhadora que Amamenta: promovendo o direito ao aleitamento materno em empresas públicas e privadas de MT’, criado pela UFMT.

Durante a reunião a presidente do SISMA, Carmen Machado apresentou as propostas do projeto criado pelo SISMA/MT e ressaltou a importância da nova parceria. “´Ter a UFMT conosco é uma grande honra e isso significa também dar um peso técnico/acadêmico ao projeto. Para nós seria excelente, inclusive tentamos incorporar a questão do ensino pedagógico aos alunos que serão nossos futuros profissionais. Foi muito promissor esse primeiro contato e a partir de agora podemos pensar em uma estratégia de ação em conjunto”, disse.

A professora Tarsis de Mattos que está à frente do projeto da UFMT demonstrou entusiasmo com a parceria. “Temos sim que estar chamando parceiros, acredito que nesse sentido iremos avançar, pois precisamos alavancar a ideia do projeto e com a integração podemos abranger e dar oportunidade para novos alunos. Assim teremos mais materiais didáticos de instrução para a mulher, antes e depois da amamentação” ressaltou.

A segunda secretária, Solanyara Maria elogiou a parceria.  “Estamos com o mesmo objetivo, pois nossa intenção é a implantação das salas em todas as unidades de saúde de MT. Acredito que é de suma importância essa troca de experiência com a UFMT, nossos projetos são muito semelhantes”.

Para que as propostas dos projetos sejam debatidas de forma mais ampla, ficou estabelecido outra reunião que vai acontecer depois que ambas as partes tiverem conhecimento amplo dos respectivos projetos em questão.

Carmen, Solanyara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

© SISMA-MT – 2021. Todos os direitos reservados.