Demanda das saúde são discutidas pelo SISMA com Prefeitura de Cuiabá e poder legislativo

Definir com urgência o calendário de concurso público para área da saúde visando melhor adequação aos servidores lotados na Secretaria Municipal de Cuiabá. Foi um dos assuntos abordados da reunião com o prefeito em exercício, José Roberto Stoppa.

Além da presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde (SISMA), Carmen Machado, participaram da reunião a vereadora Edna Sampaio e representantes do Coletivo de Trabalhadores do Sistema único de Assistência Social (CTSUAS) e entre outros representantes de trabalhadores que aguardam chamamento.

Na ocasião foi solicitado também ao prefeito a transparência nas informações quanto ao número de vagas preenchidas referente aos concursos que ainda estão em andamento e ainda sobre a convocação dos candidatos aprovados e classificados no concurso em andamento.

O prefeito Stoppa demonstrou interesse no assunto e informou que as demandas serão atendidas. “Cada secretário sentará junto a equipe para respondermos de forma transparente e objetiva, as demandas apresentadas, até porque palavras se vão e depois pode haver dúvidas.  Com relação ao concurso público quero adiantar que já existe uma comissão de trabalho, com a pandemia houve uma paralisada, mas já iremos retomar essa situação”, informou.

“Queremos resolver a situação do concurso público. É preciso que a prefeitura defina o calendário de realização, quanto tempo vai levar para fazer o estudo das áreas, o Plano de Cargos, carreiras e salários (PPCs), porque precisamos de uma engenharia que possa resolver o problema da área da saúde e isso pode ser resolvido com o PCCs”, disse a vereadora Edna Sampaio apontando a importância de discutir a pauta com os trabalhadores.

A presidente do SISMA ressaltou a importância desse diálogo. “Essa reunião é de extrema relevância, visto que o posicionamento do Poder Executivo em reconhecer a necessidade de regularizar a situação da precariedade dos contratos temporários na saúde, nos faz vislumbrar o cumprimento da legislação e sobretudo as adequações necessárias para que os serviços da saúde sejam de fato uma prioridade na gestão. Nossa intenção é levar essa mesma discussão a nível Estadual, uma vez que há 20 anos estamos lutando por concurso público na saúde”.

Após a reunião ficou decidido que que as demandas serão respondidas, por meio de ofícios, no prazo de sete dias e a questão do concurso público será retomado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

© SISMA-MT – 2021. Todos os direitos reservados.