8 de março – Dia Internacional das Mulheres. Parabéns ou CORAGEM?

Muitos deveriam saber que a origem deste dia se deu no final do século XIX e inicio do XX na Europa e América, fruto de lutas, manifestações e reuniões de mulheres por igualdade civis e melhorias nas condições de vida e de trabalho.

A ONU convencionou o dia 8 de março só em 1975, unificando e padronizando este dia simbólico.

Muito se melhorou de lá pra cá, mas quantas mulheres tiveram que tombar em combate pra vocês mulheres chegarem até aqui?

São discriminadas e muitas vezes assassinadas por serem mulheres.

Mulheres profissionais liberais, mulheres trabalhadoras do campo, indústria, comércio, mulheres servidoras públicas.

Conheço a pesada rotina de trabalho de várias delas nos hospitais, ambulatórios, consultórios, farmácias, creches, escolas, delegacias, presídios, na administração pública, na fiscalização e no meio ambiente.

Não se dobram nem perante as mentiras e injustiças.

Homens de bem estão juntos com vocês no andar de baixo, e sabem qual o presente delas? Sim a discriminação, demolição de direitos e mais perdas trabalhistas.

Os homens com poder se desviam e as mulheres solidariamente ajudam a pagar as conta.

Vejam só os presentes de grego com a reforma trabalhista e com isso aumento da informalidade no mercado de trabalho e contratos precários com a liberação da terceirização desenfreada.

Vejam a reforma da previdência e mais chicote no lombo delas.

Não poupando nem as aposentadas e pensionistas que também irão pagar a conta com o sangue pelo aumento da alíquota previdenciária.

A ideia agora é fazer as mulheres trabalharem mais 7 anos e tendo que chegar a 40 anos de contribuição.

E aonde estão as mulheres de hoje para dar sequência a luta que se intensificou no século passado?

Não é apologia a guerra de sexos, é questão de justiça.

Governador do Estado, homem.

Presidente do legislativo, homem.

Presidente do judiciário, homem.

Chefe do ministério público, homem.

Defensor geral, homem.

Prefeitos, a grande maioria esmagadora, homens.

Vereadores, idem.

Melhores salários e cargos de destaque na iniciativa privada? Pra homens.

Sabem porque?

Porque mesmo sendo a grande maioria da população, as mulheres se abstém de lutarem para juntas ocuparem espaços de tomadas de decisões, a exemplo da participação muito tímida na política no Brasil e aqui no Mato Grosso abaixo da casa decimal, muitas das vezes pegadas a laço e usadas como laranjas no processo eleitoral.

Mulher que por muito pouco, por má orientação, e comparado aos crimes cometidos por homens neste Estado (ninguém na cadeia), teve o mandato cassado com uma rapidez recorde.

É hora de vocês se organizarem recolocar uma mulher nessa vaga no Senado Federal, porque os coronéis da política estão se engalfinhando por essa vaga.

Eu vejo a solução para as igualdades civis, melhorias de vida e condições de trabalho, quando as mulheres colocarem a cara de verdade no cenário político e dividirem os espaços de tomada de decisões com os homens.

Eu não digo parabéns a vocês só no dia 8 de março.

Reconheço seus valores Mulheres e só peço a Deus que lhes dê mais CORAGEM para encarar os desafios diários.

Oscarlino Alves

Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos a Saúde de Mato Grosso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

© SISMA-MT – 2021. Todos os direitos reservados.