Segunda secretária do SISMA fala sobre a falta de Cuidadores de Alunos com Deficiências, em tribuna livre

A segunda secretária do Sindicato dos Servidores da Saúde (SISMA), Solanyara Maria da Silva representou o sindicato e também as mães de crianças com deficiência, na sessão plenária da Câmara Municipal de Cuiabá, desta quinta-feira, dia 24.

Solanyara falou sobre a ‘Falta de Cuidadores de Alunos com Deficiência CADs na rede pública municipal, além de outros problemas na educação inclusiva’, na Tribuna Livre.

“Essa situação é crônica em Cuiabá, as aulas iniciam para os alunos sem deficiência em uma data e os com deficiência precisam aguardar a avaliação da equipe da secretaria de educação, a contratação dos CADS ou a atualização do laudo médico. O ciclo se repete ano após ano. Isso é um desrespeito! É inconcebível! Nós temos leis que garantem a educação inclusiva”, ressaltou a segunda secretária do SISMA.

O Art. 1.º da Lei n.º 13.146, destinada a assegurar e a promover a inclusão da Pessoa com Deficiência, em condições de igualdade, prevê o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais por pessoa com deficiência. Já a LEI n.º 12.764, no Art. 2.º, inciso II ressalta a participação da comunidade na formulação de políticas públicas voltadas para as pessoas com transtorno do espectro autista e o controle social da sua implantação, acompanhamento e avaliação.

“Direito a educação é um direito de todos em Cuiabá? Será que as nossas crianças estão tendo acesso à educação inclusiva em Cuiabá? Nas ruas se vê vagas para deficientes, prioridades de siglas, mas nas escolas que deveria ter o básico, nós não temos essa prioridade. Essa inclusão deveria partir das escolas para ensinar aos cidadãos. Precisamos que as crianças sejam incluídas como manda a lei. Não é um pedido de carência e sim um pedido que a lei seja cumprida”, destacou a vereadora, Michelly Alencar.

Projeto de Amamentação

Na oportunidade, a pedido do vereador, Juca do Guaraná, Solanyara visitou o espaço, na Câmara de Vereadores, destinado à Sala de Apoio a Amamentação, que contemplará as lactantes tanto para aleitamento quanto para o armazenamento do leite.

“Aproveito a oportunidade para agradecer a vereadora Michelly Alencar que desde que soube da nossa intenção em implantar o projeto que vai oportunizar o direito à amamentação, não mediu esforços para apresentá-lo à casa de leis”, ressaltou a representante do sindicato

Durante a visita, a secretária do SISMA entregou para a equipe de engenharia responsável pela obra, um guia de implantação, com todos os requisitos necessários para a construção do espaço, bem como estará acompanhando  sua efetivação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Outras notícias

© SISMA-MT – 2021. Todos os direitos reservados.