SISMA, lideranças estudantis e outras 20 entidades da saúde e áreas afins assinam carta reivindicando concurso público na saúde

O Sindicato dos Servidores da Saúde de Mato Grosso (SISMA), lideranças estudantis e outras 20 entidades da saúde e áreas afins, redigiram e assinaram uma carta aberta reivindicando concurso público para a Secretaria Estadual de Saúde (SES). A carta foi entregue aos deputados estaduais na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) com o objetivo de conseguir apoio dos parlamentares.

A iniciativa surgiu durante as reuniões entre o SISMA e os estudantes, que se uniram com intuito de mostrar a necessidade da realização do Concurso Público, na SES.

“A saúde estadual está há 19 anos sem concurso público, já foram protocoladas, ações judiciais, ações civis públicas e por fim houve um Termo de Ajustamento de Conduta assinado pelo governador e secretário de saúde, exigindo a realização desse concurso até maio de 2019. Porém até o momento não há nenhuma informação sobre o concurso público, apenas de que estão acontecendo estudos sobre a realização, mas nada concreto de quando de fato o edital será publicado. Eu apoio as mobilizações em prol do concurso público na área da saúde e parabenizo os estudantes,  bem como as entidades da sociedade civil e o SISMA pela iniciativa”, ressaltou o deputado estadual Lúdio Cabral.

O estudante de enfermagem da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), em Cáceres, João Victor de Almeida estava no ato e falou sobre a preocupação com a categoria  “Além da minha preocupação com o concurso público no que diz respeito a população e a oferta de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) em toda sua plenitude, o SUS é um sistema muito amplo. Eu tenho uma preocupação maior com a enfermagem, nossa categoria representa 70% dos profissionais do Sistema. Sem a realização do concurso cada vez mais nossa categoria tem sido explorada. Precisamos de uma política contínua que não seja fragmentada para que os trabalhadores não fiquem um ou dois anos, também na qualidade do trabalho prestado para a comunidade”.

A segunda secretária do Sindicato, Solanyara Maria da Silva destacou a necessidade dessa ação em conjunto. “A sociedade assim como o SISMA tem solicitado ao governador, Mauro Mendes a realização desse concurso, precisamos que seja renovado a força de trabalho da nossa categoria. Essa mobilização da sociedade civil junto com as lideranças estudantis que  são nossos futuros profissionais é de extrema importância.  Agradeço a todos que assinaram a carta de reivindicação, agradeço ainda a receptividade dos parlamentares, em especial Janaina Riva, Lúdio Cabral, Paulo Araújo e Faissal. Nós precisamos muito que a ALMT some esforços conosco em busca da realização desse concurso, que é de grande importância para a sociedade como um todo”.

Para a presidente do SISMA, Carmen Machado, é essencial articular com os deputados a realização do concurso público na saúde. “É fundamental que possamos chamar para essas discussões os estudantes da área da saúde e áreas afins, afinal estamos falando sobre mercado de trabalho e sobrevivência de uma carreira que precisa ter estabilidade e planejamento. Por mais que os veículos de comunicação venham comentando a possibilidade de um concurso anunciado, a nossa luta só vai terminar quando o concurso for realizado e os aprovados forem nomeados. O objetivo do SISMA é retomar esse processo que está adormecido há quase 20 anos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Outras notícias

© SISMA-MT – 2021. Todos os direitos reservados.