- QUINTA, 03 DE DEZEMBRO DE 2020

PÁGINADOESTADO: Servidores protestam contra Reforma da Previdência em MT

O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) junto com o Fórum Sindical realizam nesta quarta-feira (12.08) uma nova carreata no Centro Político Administrativo (CPA) da Capital. A concentração será a partir das 7h30, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), onde será colocada para votação a Reforma da Previdência de Mauro Mendes, ou o Projeto de Emenda Constitucional (PEC) nº 06.

Com o lema “Deputados se o governo não abrir a negociação, votem não”, o Fórum Sindical (composto por mais de 30 sindicatos e associações) pressiona os parlamentares de Mato Grosso a revogarem a PEC nº 06, ou PEC da Morte.

O projeto do governo, que até então tem a maioria dos parlamentares apoiando, irá fazer com que os servidores trabalhem mais tempo, ampliando a idade mínima para a aposentadoria. Desconta contribuições maiores, para na aposentadoria receberem menos. Será o fim da integralidade e paridade dos salários com os trabalhadores da ativa. Além de todos as perdas citadas, soma-se o confisco de 14%, conforme a Lei 654/2020, sobre aposentadorias acima de R$ 3.001,00.

Para o presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira, a luta é para conseguir que o número de votos parlamentares favoráveis, seja revertida a favor dos servidores e que esses deputados, em maioria, rejeitem a PEC nº 06. “É injustificável essa medida, já que não existem provas de que a Previdência de MT é deficitária”, destaca.

O Sintep/MT reforça a participação dos servidores públicos do estado para continuarem pressionando os deputados a respeitarem os direitos à aposentadoria. “É importante que todos colaborem enviando mensagens para os parlamentares pelas redes sociais, pressionem cada representante de sua região e, também os vereadores e candidatos apoiados pelos deputados. Temos que lembra-los que o maior combate será feito nas urnas, nas próximas eleições”, concluiu.

Comentários

Deixe Seu Comentário