- SEGUNDA, 24 DE JUNHO DE 2019

Com rombo financeiro e 6 meses sem pagar salários, Santa Casa de Cuiabá está fechada há um mês após 200 anos em atividade

Foto: Lenine Martins/Secom-MT


Tem um mês que a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, primeiro hospital construído na capital, está sem prestar atendimento à população. O hospital filantrópico foi inaugurado em 1817 e à época da fundação era o único hospital destinado ao atendimento aos pobres.


A unidade de saúde fechou as portas depois de mais de 200 anos em atividade porque tem uma dívida superior a R$ 118 milhões. Os cerca de 800 funcionários do hospital estão com seis salários em atraso.


A direção da Santa Casa anunciou a suspensão de internações no dia 11 de março, alegando a falta de repasse no valor de R$ 3,6 milhões por parte da prefeitura.


Em novembro do ano passado, os funcionários da entidade filantrópica entraram em greve pela falta de pagamento de salários desde o mês de setembro de 2018. E, em dezembro, fizeram uma manifestação em frente a Prefeitura de Cuiabá para reivindicar a liberação de uma emenda de R$ 12,4 milhões.


Em janeiro, o então presidente da instituição, o médico Antônio Preza renunciou ao cargo por causa da grave crise financeira que o hospital passa.


Até que no dia 11 de março, foram suspensas as internações. À época, a direção do hospital alegou falta de repasse de R$ 3,6 milhões, por parte da prefeitura.


Por sua vez, a prefeitura alega que a Santa Casa tem uma dívida de R$ 24 milhões com o município. Parte deste montante é referente a cirurgias eletivas não executadas e, outros valores são devidos em razão de exames e outros serviços não prestados. E, por causa disso, não assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que está previsto para essa terça-feira (9).

Comentários

Deixe Seu Comentário