- TERÇA, 16 DE OUTUBRO DE 2018

SISMA inaugura sede social do sindicato em Rondonópolis

O Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde de Mato Grosso (SISMA) realizou neste domingo, 30 de setembro, a solenidade de entrega da área social na cidade de Rondonópolis. A obra possui 900 m2 de área construída,  visando levar aos servidores do SUS Estadual uma ampla e equipada estrutura.


A área conta com salão de festas climatizado, cozinha e banheiros amplos com área de 400 m2; 05 quiosques, sendo um conversível nos fundos do salão de festas, Parque Aquático com piscinas adulto e infantil (170 m2), Campo de futebol com irrigação eletrônica e iluminação de led; dois alojamentos amplos, sendo um masculino outro feminino para colegas em trânsito na cidade; vestiários amplos com banheiros masculino e feminino; casa do zelador; duas  entradas (serviço e social), poço artesiano aprovado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), amplo estacionamento, com iluminação em led, com guarita e área totalmente arborizada e com paisagismo.


O projeto da sede social em Rondonópolis se deu com a fase de planejamento, ainda no primeiro mandato em 2015, com a resolução das questões das Finanças  do sindicato, quando o recebemos com aproximadamente 70 mil na conta, fazendo caixa para os investimentos futuros.


 Após a regularização do imóvel  e aprovação do projeto, em Assembleia Geral da categoria realizada em 2016,  demos início a obra em 2017, por conta das lutas com a RGA (em 2016 e 2017).


A fase de obras durou 1 ano, sendo finalizada na semana passada, cumprindo assim o acordado com os servidores filiados. “Tínhamos o compromisso de entregar este Patrimônio do SISMA para usufruto dos colegas e suas famílias residente aqui Rondonópolis e os que por ventura passem em trânsito”, afirmou a presidente interina do Sindicato, Ana Claudia Machado.


Para a sindicalista que participou da solenidade,  a sede social cumpre seu objetivo de levar um pouco de lazer e descontração para amenizar inclusive o caos na saúde enfrentado pelos colegas em Rondonópolis. “Quero aqui externar minha gratidão a toda Diretoria Executiva do SISMA, ao presidente licenciado Oscarlino Alves e os de  Rondonópolis Jaime, Alexander, Francival e Suzimeire  que lutaram para que este sonho se tornasse realidade”, frisou a presidente interina.


Além desta realização social que integra o interior com a capital, o Sindicato está construindo a sede social na cidade de Cáceres, sendo a obra a beira do rio Paraguai, e irá contar com espaço para camping e pesca. “Todas as obras passaram pelo mesmo processo de aprovação de assembleia da categoria, visando dar lisura e transparência”, afirmou a dirigente.


Nas cidades com menor número de filiados o SISMA optou pela realização de convênios com clubes locais, buscando firmar assim parcerias para uso das áreas sociais. Foram firmados mais de 9 convênios, com clubes a exemplo da AABB, nas cidades de: Barra do Garças, Juína, Tangara, Água Boa, Sorriso, Sinop, Peixoto de Azevedo, Alta Floresta e Diamantino.


CALENDÁRIO SOCIAL


A atual gestão firmou calendário social, que consta no Plano Orçamentário anual do sindicato, promovendo assim momentos de grande integração entre os servidores filiados e familiares.


Entre as datas inseridas estão o dia Internacional da Mulher, celebrado no dia 08 de março, o dia do Servidor Público em 28 de outubro, os encontros com os Aposentados que ocorrem a cada semestre do ano, e ainda a Confraternização de Final de Ano, realizadas nas 16 regionais de saúde no mês de dezembro.


EXPANSÃO


A Diretoria  continua o plano de expansão com novos convênios junto aos clubes no interior, bem como de ampliar a capacidade de alojamento em Cuiabá para os colegas em trânsito na capital. 


O regulamento de uso da área social em Rondonópolis estará  disponível no site do sindicato e foi elaborado  a partir do regulamento em uso na sede social de Cuiabá. "Organizamos o regulamento que irá definir o fluxo de entrada de pessoas nas dependências, bem como da gestão interna dos espaços, tais como cobrança de taxas pelo uso do salão de festas, day-use para convidados não dependentes, agendamento ordenado do uso dos quiosques e piscina, uso racional do campo de futebol em função do desgaste da grama, contratação de prestadores de serviços de limpeza, manutenção , zeladoria etc.”, explicou Ana Claudia.

Comentários

Deixe Seu Comentário