- TERÇA, 16 DE OUTUBRO DE 2018

Trabalhadores do SUS Estadual debatem saúde, segurança e condições de trabalho

Mais de 300 trabalhadores da Secretaria de Estado de Saúde (SES) participaram nesta terça-feira (22) em período integral dos debates no I Encontro dos Trabalhadores do SUS da SES MT. Ao todo foram 348 inscritos, sendo 297 antecipadamente e 51 no evento, destes 311 participaram 100% do encontro. O evento reuniu servidores públicos, docentes, estudiosos e acadêmicos das mais diversas áreas da Saúde para debater as atuais condições de trabalho nas unidades da SES/MT, a saúde do trabalhador no SUS, a necessidade de valorização e promoção de Políticas de Saúde no Trabalho no serviço público e a promoção do intercambio técnico entre os trabalhadores das unidades que compõe a Secretaria em todo Estado.

Para a vice-presidente do SISMA, Ana Claudia Machado que esteve à frente da coordenação deste grandioso evento “o encontro cumpriu com êxito todas as expectativas e premissas inseridas pela Comissão Organizadora e Comissão Técnica conseguindo fortalecer, fomentar e democratizar as discussões e reflexões a respeito dos processos de trabalho dos profissionais que compõem o SUS em Mato Grosso”.

A intervenção cultural de abertura foi feita pelo Coral da SES que entoou belas canções enaltecendo a cultura regional e também, clássicos da música popular brasileira, sendo muito aplaudido pelo público que acompanhou com palmas e olhar atento.


Participaram da solenidade de abertura o presidente do sindicato, Oscarlino Alves, o presidente do Crefito, Elias Nasrala Neto, representando o Fórum Sindical o presidente do Sindispen, João Batista, representando o Fórum em Defesa do SUS, Jackson Barbosa, o assessor especial da SES, Wagner Simplício, no ato representando a SES/MT, Prof. Dr. Wanderlei Antonio Pignatt, do Instituto de Saúde Coletiva da UFMT, e os conferencistas Prof. Dr René Mendes e Dr José Ronaldo Veronesi Júnior.


As ausências do Conselho Estadual de Saúde (CES), do Tribunal Regional do Trabalho, Ministério Público Estadual, Ministério Público do Trabalho, Tribunal de Justiça, Conselho de Secretarias Municipais de Mato Grosso (COSEMS), Tribunal de Contas, Secretaria de Estado de Gestão (SEGES), reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e Conselho Regional de Psicologia foi sentido, não somente na composição da mesa de abertura, mas nos debates e trabalhos realizados ao longo do dia. “Todos foram convidados com tempo hábil, mas somente o TRT e TJ informaram que não poderiam participar, mas também não encaminharam representantes. Isso representa os desafios que encontramos, visto que os órgãos de controle e parceiros importantes não estão ao nosso lado neste importante momento”, lamentou Oscarlino.


A participação maciça do interior no evento emocionou o sindicalista que reforçou a unicidade da atual diretoria, que participa unida dos eventos e está coesa em defesa da categoria. “Começamos esta batalha juntos, e somente por esta união que vocês visualizam aqui, com a presença tanto dos diretores como de membros do interior é possível fazer a diferença”, garantiu.


A conferência magna “O Trabalho seguro e saudável em tempos de precarização no Sistema Único de Saúde: desafios e oportunidades” o médico René Mendes apresentou em linhas gerais a problemática vivenciada pelos servidores do SUS Estadual, lembrando que somente o trabalho conjunto, trabalhadores e sindicato, é possível promover melhorias. “Este momento de debate é imprescindível, pois somente assim conseguiremos união e fortalecimento para a luta”, ressaltou.


Após a injeção de animo e as pontuações de Mendes foi à vez do fisioterapeuta, José Ronaldo Veronesi Júnior falar sobre “O E-social no setor público e suas implicações”, desmistificando esta nova ferramenta que irá ser ampliada também para o setor público. Veronesi apresentou de forma ampla o  uso do E-social, que será implantado tanto no serviço público como no privado, e deverá trazer celeridade as demandas dos trabalhadores.


O período matutino foi encerrado por volta do meio dia, após o sorteio de brindes feitos para os presentes. A entrega foi realizada pelos conferencistas e também por membros da diretoria do SISMA.


Os debates no período vespertino tiveram início às 14h com a mesa temática “Gestão do Trabalho, Saúde do Trabalhador e Movimento Sindical”, que teve a participação do presidente do SISMA, Oscarlino Alves, apresentando a realidade dos ambientes de trabalho nas unidades de saúde do Estado; do Prof. Dr. José Ronaldo Veronesi Júnior, tratando da importância da ergonomia na saúde do trabalhador; do Prof. Dr. Wanderlei Pignatti tratando do desenvolvimento, saúde do trabalhador e meio ambiente no estado de Mato Grosso, do Prof. Ms Maelison da Silva Neves da Faculdade de Psicologia da UFMT discorrendo sobre a Saúde Mental como desafio da vigilância do trabalhador da Saúde, do servidor Edson Lima Ferreira, do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) que tratou do tema “Desafios na efetivação da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora no Estado de Mato Grosso”, o representante da SEGES, Flavio que apresentou a “Política Estadual de Saúde e Segurança no Trabalho” e a gerente de Segurança e Saúde do Trabalho da SGP/SES, Liris Lemos que apresentou o panorama da Política Estadual de Saúde e Segurança no trabalho no âmbito da SES.


As apresentações e o debate foram coordenados por Soraia Maciel, da Coordenadoria de Aplicação, Desenvolvimento, Saúde e Segurança na SGP/SES e pela diretora da Escola de Saúde Pública, Carmen Silvia Campos Machado.


O debate transcorreu franco e aberto, oportunizando sanar dúvidas e também expressar as vivências dos servidores.


“O encontro foi encerrado por volta das 19h, com saldo positivo de muito aprendizado, fervilhando ideias e temas para a segunda edição do Congresso da Categoria, que deve ocorrer no primeiro semestre do próximo ano”, considerou a coordenadora do evento, e vice-presidente do SISMA, Ana Claudia Machado.

GALERIA DE IMAGENS 


Comentários

Deixe Seu Comentário